Ana Maria Henriques, 18 anos.

para dúvidas, sugestões, ou previsão do futuro:
anamariareisemail@gmail.com

segunda-feira, 6 de Janeiro de 2014

Voltas que a vida dá

Parque D. Carlos I

Estou nas Caldas da Rainha. Entrei na Faculdade de Artes no curso de Som e Imagem. Exactamente o que queria, já que quero seguir realização. Os meus dias são uma mistura de cinema e questões técnicas audiovisuais, e resta-me muito pouco tempo para tudo o resto. Foi uma mudança repentina, admito. De um momento para o outro tive de decidir se valeria mesmo a pena, e a partir daí seguiu-se a mudança de casa, a chegada a um novo lugar e a magia daquilo que nos é desconhecido.

Estou a adorar. Está tudo bem, e sinto-me em casa. Volto a actualizar o blog em breve.

Prometo.

quarta-feira, 25 de Setembro de 2013

Dias de felicidade


Está a chegar a minha época favorita do ano. Quem disse que dias de chuva não são dias felizes?



Apple cream tartelletes - faz 5 unidades

para a massa quebrada
300g de farinha
70ml de água
120g de manteiga
½ colher de chá de açúcar
½ colher de chá de sal

para o recheio
2 maçãs
1 chávena de açúcar
2 colheres de sopa de farinha
250ml de natas para bater
Sumo de ½ limão 
Canela em pó 
Açúcar em pó

Juntar todos os ingredientes para a base numa taça e amassar até ficar consistente e maleável. Pré-aquecer o forno a 180ºC. 
Pincelar as tarteiras com manteiga derretida e forrar cada uma delas com a massa quebrada. Reservar.
Descascar e cortar as maçãs em quartos, obtendo fatias finas. Salpicar com sumo de limão para que não oxidem e cobrir o fundo das tartelletes. 
Bater as natas com o açúcar e a farinha e cobrir as maçãs. Polvilhar com canela em pó e levar ao forno até a massa estar cozida e ganhar uma cor dourada. 

Retirar do forno e polvilhar com açúcar em pó.


domingo, 14 de Julho de 2013

"Agarra aquilo que queres"


Chegaram os piores meses do secundário! Exames, ingressos, candidaturas e faculdades ocupam-me o pensamento 24 horas por dia. Estou a tentar manter-me calma, e apesar de algumas coisas menos boas, não desisti.
Por enquanto agarro-me ao verão e aos livros.

... e às framboesas.




Tarte de leite condensado e framboesas

Massa folhada fresca
4 ovos
Sumo de 1 limão
1 lata de leite condensado
1 colher de chá de essência de baunilha
200ml de natas
Framboesas
Açúcar em pó

Forrar uma tarteira com massa folhada. Acertar em redor. 
Separar as gemas das claras. Numa caçarola misturar o leite condensado, o sumo de limão, as gemas e a baunilha. Levar a lume médio até engrossar, sem parar de mexer. Retirar do lume.
Bater as claras em castelo e envolver ao preparado anterior. Verter a mistura sobre a tarteira e levar ao forno.
Quando estiver cozida, deixar arrefecer e espalhar as framboesas em cima. Polvilhar com açúcar em pó.

Nota: Optei por comprar massa folhada não só porque me poupa tempo, mas porque considero uma tortura fazê-la cá em casa. :) Tempos difíceis exigem receitas práticas e esta é uma das minhas preferidas pela sua simplicidade.

domingo, 7 de Abril de 2013

Fazes muito mais que um sol

 ´
''Há qualquer coisa de leve na tua mão
Qualquer coisa que aquece o coração.
Há qualquer coisa quente quando estás
Qualquer coisa que prende e nos desfaz

E fazes muito mais que um sol,
Fazes muito mais que um sol"

Tiago Bettencourt, Canção Simples



Este é o meu sol em dias de chuva... Aquece a alma e o coração.

´
Tartelletes invertidas de lemon curd

para a massa
250g de farinha
150g de manteiga
50g de açúcar em pó
Sal q.b
Água q.b

para o lemon curd
2 ovos
160g de açúcar em pó
2 limões - raspa e sumo
60g de manteiga

Preparar a massa. Peneirar a farinha e o açúcar para uma taça e misturar. Adicionar uma pitada de sal, a manteiga amolecida e amassar. Juntar cerca de 3 colheres de sopa de água. Formar uma bola, envolver em película aderente e levar ao frigorífico por 1 hora.
Levar ao lume o açúcar em pó, a manteiga e o sumo de limão. Picar as raspas, bater os ovos e adicionar ao preparado anterior. Com um batedor de metal agitar a mistura até engrossar. Retirar do lume e levar ao frigorífico. Pré-aquecer o forno a 170ºC.
Forrar as formas das tartelletes com a massa. Levar ao forno por cerca de 20min. Assim que estiverem prontas, retirar e desenformar. Virar as tartes ao contrário e verter o lemon curd sobre cada uma. Deixar arrefecer e ganhar consistência.

sexta-feira, 28 de Dezembro de 2012

Contrastes


Toda a nossa vida é feita de contrastes. O certo e o errado, o bom e o mau, o amor e o ódio, o sim e o não. Um encontro de contradições que faz de cada dia um desafio, uma nova etapa a percorrer.

Quero que estabeleçam um contraste entre este ano e o próximo, que o tornem tão bom que não o reconheçam, que consigam olhar para trás e dizer: estou melhor agora. Se mantivermos um pedaço que seja de esperança, as coisas vão correr de maneira diferente, mais optimista, mais apaixonante, mais... feliz.

Esta é a minha mensagem de Ano Novo.


O leite creme é também uma sobremesa de contrastes onde o frio e cremoso se encontra com o quente e crocante. O resultado não podia ser mais perfeito.



Leite creme

6 gemas
200g de açúcar
500ml de leite
2 colheres de sopa de farinha maizena
Casca de 1 limão
Açúcar amarelo para queimar

Levar ao lume o leite com o açúcar. Juntar a casca de limão e as gemas, uma a uma, mexendo após cada adição. Acrescentar a maizena e continuar a mexer, até o preparado tomar uma consistência mais espessa. Ferver.
Retirar do lume, deitar em tacinhas e deixar arrefecer. Quando estiver completamente frio, polvilhar com o açúcar amarelo e queimar com o ferro ou o maçarico até obter o crocante.


sábado, 22 de Dezembro de 2012

Porque o Natal tem um lado simples


Chove. É dia de Natal.
Lá para o Norte é melhor:
Há a neve que faz mal,
E o frio que ainda é pior.

E toda a gente é contente
Porque é dia de o ficar.
Chove no Natal presente.
Antes isso que nevar.

Pois apesar de ser esse
O Natal da convenção,
Quando o corpo me arrefece
Tenho o frio e Natal não.

Deixo sentir a quem quadra
E o Natal a quem o fez,
Pois se escrevo ainda outra quadra
Fico gelado dos pés.

Fernando Pessoa, ''Chove. É dia de Natal''



Já só faltam 3 dias. Só agora começo a sentir a agitação, esta fantástica agitação que nos lembra que é Natal. Há magia por toda a parte.


Quem disse que as coisas boas são complicadas? Com estas, não há desculpa.


Biscoitos simples

250g de farinha
100g de açúcar
1 ovo
1 colher de chá de fermento em pó
100g de manteiga

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Forrar um tabuleiro com papel vegetal.
Numa taça grande bater o açúcar com a manteiga até formar uma pasta homogénea. Adicionar a farinha e o fermento. Amassar com as mãos e incorporar o ovo. Continuar o processo até a massa estar moldável.
Formar pequenas bolinhas de massa com as mãos e pressioná-las com a ajuda de um garfo coberto de açúcar.
Levar ao forno por cerca de 15min.

Variações: raspas de laranja, cacau, canela.

terça-feira, 18 de Dezembro de 2012

Divisões matemáticas


Gostava de me poder dividir. Ter tempo para tudo aquilo que gosto de fazer e que não gosto de abdicar, poder rentabilizar o meu dia, que, contra a minha vontade, não tem mais de 24 horas. Mesmo assim, tenho a certeza que uma parte de mim iria continuar a chegar atrasada a todo o lado.



Este ano não consigo achar que é Natal. O tempo ilude, dá-nos a sensação que fica parado. Mas não, pelo contrário, passa cada vez mais rápido. Três meses de aulas e os meus 17 anos. O meu ritual de férias começa, e só para ''chatear'' a minha mãe, parte dele é passado a hibernar.

Hoje apliquei as leis da divisão. O resultado é um clássico do dia-a-dia. Brownies.


Brownies de chocolate simples

200g de açúcar4 ovos250g de manteiga à temperatura ambiente
1 colher de chá de essência de baunilha
200g de chocolate culinário
250g de farinha de trigo
Açúcar em pó

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar uma forma rectangular.Bater o açúcar com a manteiga até formar uma mistura leve e homogénea.
Adicionar os ovos, um a um, batendo após cada adição. Adicionar a baunilha.
Derreter o chocolate em banho-maria e adicionar ao preparado anterior. Misturar bem.
Juntar a farinha.
Deitar num tabuleiro e levar ao forno por cerca de 15 minutos ou até que um palito espetado no centro do bolo saia limpo.
Retirar e deixar arrefecer. Polvilhar com açúcar em pó e cortar em quadrados.


domingo, 30 de Setembro de 2012

Domingo livre e crumble de maçã


O tempo passa a voar. Dou as boas-vindas ao Outono numa atmosfera quente, com aromas a maçã e a canela.


Crumble de maçã e canela

para o crumble
300g de farinha
150g de açúcar amarelo
200g de manteiga em cubos, à temperatura ambiente

para a mistura de maçã
5 maçãs, descascadas e cortadas em pequenos cubos
20g de açúcar amarelo
1 colher de sopa de farinha
1 colher de chá de canela em pó


Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Misturar o açúcar e a farinha numa tigela larga. Juntar os cubos de manteiga um a um, e amassar com as mãos, até a mistura ficar semelhante a pequenas migalhas.
Deitar a maçã numa tigela, e polvilhar o o açúcar. Juntar a farinha e a canela. Envolver.
Untar um tabuleiro de forno com manteiga, e verter a mistura da maçã. De seguida, juntar a mistura de farinha.
Levar ao forno por cerca de 45 minutos até tostar, e a mistura de maçã começar a borbulhar.

domingo, 8 de Julho de 2012

Um, dois, três!


Estou de volta, e muito mais descansada após os exames. O verão está a passar rápido demais para mim, tento aproveitar ao máximos os dias numa tentativa falhada de parar o tempo por uns instantes.


Há algum tempo que não eram feitas bolachas cá por casa. As de limão são as favoritas. Agradam a todos, são feitas num abrir e fechar de olhos, e curiosamente desaparecem da mesma forma, como por magia. O que considero fantástico nas bolachas é que se adaptam a qualquer ocasião, e permitem experimentar um enorme leque de variações.
Decorei algumas com pasta de açúcar.



Bolachas de limão sem ovo

250g de farinha
100g de açúcar
Sumo de meio limão
3 colheres de sopa de leite
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de chá de essência de baunilha
100g de manteiga

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Numa taça, misturar bem o açúcar, a manteiga, o sumo de limão, o leite e a baunilha. Juntar a farinha e o fermento e amassar.
Formar uma bola e levar ao frigorífico durante cerca de uma hora.
Sobre a bancada impecavelmente limpa, estender a massa com a ajuda do rolo, e cortar as bolachas com as formas, de acordo com a espessura desejada.
Levar ao forno durante cerca de dez minutos. Findo este tempo, colocar as bolachas numa grelha para arrefecerem completamente.


terça-feira, 3 de Abril de 2012

Quando vier a Primavera


Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...

Florbela Espanca



Tenho esta receita anotada no meu livro há já algum tempo. A página tem estado marcada com um papel colorido para não me esquecer. É leve e fresca, traz memórias de sol quente, brisa suave e passeios pela manhã. 
Traz consigo a primavera, que por aqui é bem recebida.



Bolo baixo de baunilha com creme de queijo e morangos

Para o bolo
150g de açúcar
180g de manteiga
150g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
3 ovos
1 colher de chá de extracto de baunilha

Recheio e cobertura
400g de queijo para barrar
50g de açúcar em pó
½ colher de chá de extracto de baunilha
Morangos

Pré-aquecer o forno a 200ºC. Untar duas formas com cerca de 20cm de diâmetro.
Bater o açúcar com a manteiga e juntar os ovos, um a um, batendo após cada adição.
Adicionar o fermento e a farinha peneirados, e o extracto de baunilha. A mistura deverá ficar homogénea.
Dividir a massa pelas formas e levar ao forno. Retirar quando o palito espetado no centro do bolo sair limpo.
Desenformar e deixar arrefecer completamente.
Lavar e cortar aos pedaços os morangos. Reservar.
Numa taça bater o queijo creme, o açúcar e a baunilha até a mistura ficar consistente, suave e cremosa.
Fazer a montagem do bolo: barrar uma das metades com o creme, e espalhar uma parte dos morangos por cima. Colocar a segunda metade no topo desta. Cobrir com a restante cobertura e morangos.

sábado, 31 de Dezembro de 2011

A última receita do ano


“Vamos parar antes de abrirmos o champanhe e celebrarmos o ano novo para reflectir no ano que acabou de passar. Para nos lembrar-mos de todos os triunfos e de todos os erros, de todas as promessas cumpridas e quebradas. As vezes que nos dispusemos a grandes aventuras e as que nos fechámos com medo de nos magoarmos. Porque é para isso que festejamos um novo ano, para termos outra oportunidade. Oportunidade de perdoar, de fazer melhor, de fazer mais, de dar mais, de amar mais. Então quando tocarem as doze badaladas, vamos nos lembrar de nos amarmos uns aos outros, de sermos bons e leais uns 
com os outros. Não só esta noite, mas ao longo de todo o ano.” 
- New Year's Eve, the movie. 


Considerem isto o meu ''Feliz 2012'' ♥


*esta receita é um re-post, poderá ver AQUI a anterior*

Pavlova de Frutos Vermelhos

6 claras
300g de açúcar
1 colher de chá de baunilha em pó
2 pacotes de natas
Morangos, framboesas, mirtilos, amoras e groselhas para cobrir
1 pedaço de chocolate culinário

Pré-aquecer o forno a 180º.
Bater as claras durante 4 minutos. Juntar o açúcar aos poucos e bater. Adicionar a baunilha e envolver manualmente.
Forrar um tabuleiro de forno com papel vegetal e amontoar a pavlova no centro. Baixar o termóstato para os 150º e levar ao forno por 1h10m.
Retirar do forno e deixar arrefecer.
Bater as natas firmes e deitar sobre a pavlova. Cobrir com os frutos. Ralar o chocolate e polvilhar.



terça-feira, 27 de Dezembro de 2011

Citrinos para a véspera


Espero que o vosso Natal tenha sido tão bom e fantástico quanto o meu! Felicidade não faltou por aqui :)
Este foi um dos bolos presentes na mesa de Natal, e todos adoraram. A massa é fofa e os sabores contrastantes, o que faz com que não seja enjoativo. Recomendo!


Bolo de laranja, limão e avelãs

4 ovos grandes
3 colheres de sopa de óleo
Raspa de 1 limão
Raspa de 1 laranja
Sumo de  ½ limão
Sumo de  ½ laranja
1 chávena de avelãs picadas
50 ml de água
170g de açucar
200g de farinha
1 colher de chá de fermento
1 pitadinha de sal 


Para o recheio e cobertura
50g de manteiga
Sumo de 1 limão

100g de açúcar
1 pacote de natas
Raspa de limão e laranja


Pre-aquecer o forno a 200°C. Forrar o fundo de uma forma redonda (20cm) com papel vegetal (não é necessário untar a forma).
Misturar as gemas, o óleo, com a água, com o sumo e a raspa de limão. Juntar as avelãs picadas. Peneirar a farinha com o fermento com metade do açúcar e o sal. Adicionar a mistura das gemas. Misturar bem.
Bater as claras em castelo, quando estas começarem a espessar juntar o restante açúcar.
Envolver suavemente 1/3 as claras na massa, posteriormente envolver as restantes.
Colocar a massa na forma previamente preparada e levar ao forno. Pode ser necessário tapar o bolo com uma folha de alumínio.
Quando o bolo ficar cozido (teste do palito no centro do bolo) retirar do forno e deixar arrefecer completamente antes de desenformar.Com a ajuda de uma faca, soltar a parte lateral do bolo e desenformar. 

Com cuidado retirar o papel vegetal. Abrir o bolo a meio.
Bater a manteiga com o açúcar e o sumo de limão e barrar o bolo. Bater as natas firmes e utilizar 1/3 para rechear também o bolo.
Cobrir com as restantes natas e polvilhar com raspas de limão e de laranja.