quarta-feira, 8 de julho de 2009

Manga, Chocolate e Palavras


Olá!

Hoje venho aqui, e trago comigo uma receita. Uma receita e muitas palavras. Acho que são mais palavras que ingredientes!

Venho aqui falar-vos de alguém especial;
Venho aqui falar-vos de uma das pessoas mais importantes da minha vida;
Venho aqui falar-vos da minha avó.


Há muita coisa a dizer sobre a Avó Irene. É a minha avó materna. Tantas vezes tomou conta de mim, tantas vezes brincou comigo, tantas vezes ralhou comigo, me deu banho e de comer. Coisas que fazia e que faz, coisas que gosta de fazer, coisas que faz porque me ama.

A minha mãe costuma contar-me a forma como ela entrou no Hospital quando eu nasci. Entrou pela porta do quarto do hospital a cantar! Alegre e bem disposta, com aquela alegria que até hoje mantém.
Foram muitas as horas que passou a tomar conta de mim, quando eu tirava os tachos das prateleiras e começava a fazer barulho pela casa toda, ela mandava-me arrumar e pegava-me ao colo, ensinava-me palavras, dava-me o biberão, dizia-me: "Ana não risques as paredes!", ia comigo ver os animais do Avô, brincava comigo aos cabeleireiros, comprava-me bolos, contava-me histórias enquanto eu adormecia no sofá e eu descascava as ervilhas, as favas e os feijões com ela.

Agora, acalma-me quando choro, dá-me beijos quando preciso, quando vê que não estou bem pergunta sempre: "Que se passa Ana?", ajuda-me onde houver dificuldades, e dá-me aqueles abraços que eu gosto.
Ensinou-me a cozer esparguete, a virar bem uma panqueca,a descascar batatas, a passar a ferro os lenços do Avô, a sentar, a dizer as primeiras palavras, a dizer 'mamã' e 'papá', a comer com garfo e faca, a não cuspir a sopa e a bater palmas.

Agora, nas férias, vem a minha casa por volta das oito da manhã. E eu ainda meio a dormir, meio acordada ouço a voz dela e chamo: "Avóó!" e ela vem ter comigo ao meu quarto, e diz-me: "Bom Dia meu amor! Dormiste Bem?''
É ela que prova as minhas 'experiências' culinárias, é à casa dela que vou buscar os ovos, o leite, aquela lata de leite condensado que me esqueci de comprar, aquele pacote de farinha que acabou em minha casa... Como ela diz: É lá que vou buscar tudo!

E é assim que me apercebo que não quero perder alguém assim tão especial!
Ela está sempre a dizer-me: " Estou velha! Já não gostas de mim não é?'' Nessas alturas só me apetece dar-lhe assim uma grande belinha na testa! Mas digo-lhe: 'Ó avó não digas isso!''

Gosto de estar ao pé dela! Sinto-me bem! Gosto de comer lá em casa, gosto de tomar banho na casa dela, gosto de dormir ao pé dela, gosto de ver televisão com ela,quando me diz para não andar descalça, quando me diz para pôr um chapéu na cabeça! Gosto de cozinhar com ela, gosto de passear com ela, gosto quando ralha comigo porque sei que é para o meu bem. Gosto dela!

Amo-te muito!
Foto: 2003
Com isto só vos vou deixar com a receita:


Caixinhas de Chocolate com Creme de Manga

1 Tablete de Chocolate Culinário
1 Folha de Gelatina
1 Manga
1 Colher de Sopa de Sumo de Limão
40g de Açúcar
2 Colheres de sopa de água a ferver
1 Clara
1 dl de Natas

Parta o chocolate em bocadinhos e derreta-o em banho-maria sem mexer. Pincele cuidadosamente o interior de forminhas de papel frisado com uma fina camada de chocolate derretido. Faça a camada do fundo mais espessa. Leve ao frigorífico durante 1 hora para secar. Aqueça o chocolate que sobrou e volte a pincelar rapidamente as forminhas para não derreter a primeira camada. Leve de novo ao frigorífico.
Ponha a gelatina de molho em água fria. Descasque e retire o caroço à manga. Corte e reserve tirinhas para enfeitar. Reduza a restante manga a puré e junte-lhe o limão e o açúcar. Escorra a gelatina, derreta com a água a ferver e junte-a ao puré de manga. Bata a clara em castelo bem firme e adicione suavemente ao preparado anterior. Bata as natas até ficarem espessas e junte ao creme.
Retire cuidadosamente o papel às caixinhas de chocolate e encha-as com o creme de manga, passado por um saco pasteleiro.
Enfeite com as tirinhas de manga que reservou.
Sirva bem fresco.


Fonte: Livro de Receitas de Pastelaria e Sobremesas Vaqueiro

27 comentários

Mamã Catarina disse...

A avaliar pela fotografia, tens uma avó jeitosa e "toda enxuta", como se costuma dizer! Muito linda esta homenagem que lhe fizeste, só transparece carinho :)

Com certeza ela ficará muito orgulhosa quando ler estas tuas palavras, e é em vida que devemos mostrar aos que nos são queridos o quanto os amamos! Eu perdi a minha Avózinha há pouquíssimo tempo e as saudades são enormes :(

Quanto a estas caixinhas ficaram muito catitas e aposto que bem deliciosas! Que menina tão prendada :)

Beijinhos e boa semana!!

Dulce disse...

Ana, a receita deve ser muito boa, mas as palavras sobre a Avó conseguem ser mais doces ainda. Gostei muito de ler o teu post e vejo que és uma menina 5*****. Só desejo que continues a ser essa linda menina pela vida fora e que sejas sempre "tu" e não aquilo que os outros queiram. És uma menina sensível, aplicada, educada e é assim que tens que ser. Beijinhos à avó e aos pais que fizeram de ti uma "lady".
Beijinhos doces.
Dulce

Babalu disse...

Que lindas palavras Ana... a tua avó tem muita sorte em ter uma neta como tu, continua assim pela tua vida fora pois serás sempre a alegria dos que te rodeiam.
Adorei a receita, aposto que estava uma delícia!
Bjkas

Martuxa disse...

Que belas palavras dedicaste à tua avó :) Lindo!
As tuas tacinhas ficaram uma maravilha, bem bonitas.
Beijinhos

disse...

Que profundo ana... que linda dedicatória que fizeste à tua avó... ela deve estar farta de chorar não?
A sobremesa está divina... como costuma a ser normal em ti...

Ana Powell disse...

Querida Ana
Uma introdução lindissima e muito especial. A tua avó de certeza está muito orgulhosa de ti.
Apresentas uma sobremesa delicia x

Nós os cinco disse...

Ola Ana, sabes o que te digo um dia quando for avó adorava ter uma neta como tu!

a tua sobremesa esta linda...e acredito que de sabor esteja ainda melhor!

Felicidades

Elsa Mendes disse...

Ana, fiquei com as lágrimas nos olhos ao ler estas tuas palavras tão lindas sobre a tua avó. Eu fiquei sem as minhas muito cedo e tenho tantas saudades destes pequenos mimos q só elas nos sabem dar. Hoje vejo o meu filho ser assim mimado pelas avós dele.
A receitinha está fabulosa, parabéns.
Beijinhos grandes á neta...e á avó.

risonha disse...

a tua avó só pode estar super orgulhosa de ti.. diz-se que todos nós somos frutos do meio onde fomos criados.
tu vê-se logo que foste criada num ambiente de muito amor e carinho, rodeada de gente cheia de bons princípios.
tens tudo para seres uma boa menina... continua!!!
a receita como sempre é fantástica!

ameixa seca disse...

Tens muita sorte por ter uma avó assim. Tens mesmo que gostar muito dela, eu também gostaria :)
Nada melhor que uma caixinhas de chocolate com creme de manga para demonstrar este amor :)

Dulce disse...

Ana,
Como gostei tanto de ti, hoje ofereço-te um selinho. Vai lá buscá-lo.
Beijinhos.
Dulce

A Trofa tem Cozinheira disse...

Olá Ana....a muito que sigo o teu blog, nao como bloqueira pois iniciei agora, mas como apenas leitora!! hoje decidi ca vir e tornar-me seguidora dele! TENS UM BLOG FANTÀSTICO!!!

a homenagem que fizeste a tua avó foi lindaaaa LINDA!!

as tuas receitas sao do melhor que há!!

continua.... Um beijo da TROFA

Bruna Ribeiro disse...

Oi Ana!
Adorei saber que temos uma blogueira culinária de apenas 13 aninhos!
Quando à sua receita, só tenho uma coisa a dizer: nesse horário já é normal bater uma fome... e com umas fotinhas dessas... hummmmmm

Vicentina disse...

Olá Ana,
Parabéns pelo blog e parabéns pelas palavras lindas sobre sua vó.
Como é bom ver os mais novos elogiando e falando tão bonito sobre os mais velhos.
Sua vó é lindaaaa.
bjs
Vicentina - Alfenas - MG - Brasil

Coisinhas com Amor disse...

Olá Ana, a receita parece mais uma vez uma super delicia.

a tua declaração de amor á tua avó é lindissima, deixaste-me de lágrimas na cara. A minha avó tb era assim para mim e com a particularidade que não era minha avó verdadeira. Era a 2ªmulher do meu avô e madrasta do meu pai. Mas era para mim a minha avó, mais que uma mãe e que me conhecia como ninguém. Perdi-a há um ano e ainda doi muito, por isso aproveita ao máximo esse amor lindo que tens com a tua que irá ficar toda vaidosa e orgulhosa da neta, quando ,ler essas lindas palavras.
beijinhos,
Carla

leonor de sousa bastos disse...

Olá Ana!!

Que sorte ter uma avó assim: fantástica!!
Eu ainda me lembro tão bem dos dias inteiros que passava com a minha avó que ao ler o teu texto, fiquei a morrer de saudades!!

As tuas caixinhas de chocolate com creme de manga estão giríssimas e devem ser super refrescantes!

Beijo!

Andreia disse...

Ana:

Identifiquei-me muito com as tuas palavras, porque tal como a tua avó as minhas também me ensinaram a cozinhar (entre muitas outras coisas... ). Tens muita sorte em ter uma avó assim e a tua avó também tem muita sorte em ter uma neta assim.

Mais uma receita com um aspecto super delicioso!

Bjinhos
Andrei

✿✿✿ disse...

Aproveita ao máximo o tempo que estas com a tua avó! ...em relação à receita adorei!! Muito original e deve ser excelente!
bjs

Kláudinha disse...

que avó fantástica e que neta tão especial!!!
eu também tenho a sorte de ter duas avós espectaculares :D
és muito linda por dizeres tudo isso à tua avó ela deve estar muito feliz :D
divirtam-se e mimem-se muito!!

muitos beijinhos piratas

Canela disse...

Ana
Linda homenagem!Que sorte teres uma avó assim e ela ter uma neta como tu!
Adorei as caixinhas lindas que fizeste.
Bj

Pinturas d'anita disse...

hummm coisinhas deliciosas. beijinhos e bom fim de semana

Msciber disse...

Olá Ana.

Passei pelo teu blog, e fiquei babadão com as delícias que tens postadas.

O que me chamou mais a atenção foram as caixinhas de chocolate com creme de manga, como tb gosto muito de cozinhar e a manga o meu fruto favorito tenho mesmo de experimentar.

Continua o bom trabalho.

Gina disse...

Ana, que linda declaração de amor! Sua avó deve ter ficado feliz.
Bjs.

Cor de Mel disse...

Olá Ana,
Mais do que da receita, adorei o MARAVILHOSO texto que escreveste sobre a tua avó. Que lindo e que emocionada me deixaste!!!
A tua avó deve ter muito orgulho de ter uma neta como tu. Eu adoraria ter uma filhota como tu, mas tenho um filhote (lol)...
Beijinhos grandes e sê sempre assim, linda como és!!
Beijinhos grandes,
Lia.

maggy disse...

OLÁ PRIMA EU LEMBRO-ME BEM QUANDO A TUA AVÓ RALHA :
ANA MARIA OLHA QUE LEVAS COM O CABO DA VASSORA!:D
DE TODOS OS JOGOS DA MIMICA QUE CHEGUEI A JOGAR CONTIGO FOI O QUE MAIS EMITEI!
ESTÁ COM UM OPTIMO ASPECTO!
BJS

maman xuxudidi disse...

Não li a receita porque a tua história partilhada aqui é muito bonita. O teu sentimento é puro e tocou-me imenso. A tua avó é e estará sempre no teu coração:)

Jorge disse...

Olá Ana,
Vim parar ao teu blogue por andar à procura de ideias para jantar e devo dizer que fiquei boquiaberto. Primeiro com a redacção que achei fantástica para alguém com a tua idade (ou tens um grande corretor ortográfico ;-) ), depois com esta dissertação acerca da tua avozinha que me fez recordar um livro que espero que tenhas lido ou venhas a ler: "Como água para Chocolate" da Laura Esquivel.
Acabei por te colocar nos meus favoritos culinários por considerar que o teu amor à cozinha só pode ter resultados excelentes.
Termino deixando-te uns links de sites que considero excelentes em termos culinários e com vídeo. Como já tens quase 15 anos já deves perceber algum inglês:
http://www.videojug.com/tag/food-recipes
http://www.italianfoodnet.com/
Dos portugueses o melhor que conheço é sem dúvida o:
http://petiscos.com/
Um beijinho grande e continua a ser feliz assim.

Jorge Barbosa

© MÃO NA MASSA
Maira Gall